Clube de Propaganda de Natação: O ex-libris do desporto de Ermesinde

Longe vão os tempos em que o rio Leça era considerado uma verdadeira piscina natural, de águas límpidas e sádias, onde muitos ermesindenses aprenderam a nadar. Características estas que em 1941 foram aproveitadas por um grupo de jovens para formar um clube dedicado à prática da natação e eis que em Outubro desse mesmo ano nasce o Grupo de Propaganda da Natação (GPN), que anos mais tarde se passaria a denominar Clube de Propaganda da Natação, embora seja conhecido no universo desportivo pela sigla CPN.

Como já dissemos, o CPN nasceu no rio Leça, que na altura era uma das zonas da área do Grande Porto que melhores condições reunia para a prática da natação. Foram muitas as provas realizadas naquela verdadeira “piscina natural”, reunindo nas suas margens milhares de pessoas que assistiam frequentemente às competições, fazendo da natação uma modalidade muito querida entre a população de Ermesinde. No CPN nasceram muitos campeões, que deram as suas primeiras braçadas nas saudosas águas límpidas do Leça.

No ano seguinte à sua fundação, o CPN, na época conhecido por GPN (só em 1994 é que se passou a chamar CPN) inaugura a sua Praia Fluvial, constituída por oito pistas com um cumprimento de 33 metros, o que permitiu ao clube, na época, realizar os seus primeiros campeonatos nacionais de natação.

Com o passar dos anos, e com a crescente onda de entusiasmo dos ermesindenses face a este clube, rapidamente se juntam à natação as modalidades ténis de mesa e ginástica. À semelhança do que se havia passado na natação, também nestas duas modalidades o clube foi conquistando prestígio através de inúmeras vitórias alcançadas pelo país fora.

Em especial no ténis de mesa, onde o CPN foi outrora considerado como o maior clube desta modalidade em Portugal. Notáveis ermesindenses como Faria Sampaio ou Frederico Braga Lino fizeram parte de equipas de ténis de mesa do clube. No entanto, não chegaram a atingir os altos patamares de Diamantino Pinto, Elmano Monteiro, Vítor Pina ou Albano Fernandes, algumas das lendas do ténis de mesa propagandista que fizeram furor em Portugal e no estrangeiro.

Nesta modalidade o clube conquistou tudo o que havia para conquistar a nível nacional, senão vejamos: cinco títulos nacionais por equipas, sete títulos nacionais de pares, cinco títulos nacionais de singulares, três vitórias na Taça de Portugal e muitos outros triunfos a nível distrital. Mas não só da natação, do ténis de mesa e da ginástica, reza a história do clube. Pesca Desportiva, Campismo, Damas, Voleibol, Bilhar, Aeromodelismo, Cicloturismo, Tiro ao Alvo, Xadrez, Andebol, Basquetebol, Hóquei em patins, Boxe, Automobilismo e Polo Aquático, foram também, algumas mais do que outras, modalidades que deram vitórias ao clube. Algumas delas, foram entretanto desaparecendo do CPN, umas por falta de praticantes outras pelo facto de não haver recursos financeiros para as manter. Presentemente o CPN tem como modalidades o Andebol, o Basquetebol, o Xadrez, o Polo Aquático, e claro está, a Natação. O clube é além disto um excelente exemplo de gestão e organização desportiva, aliando, ao longo dos anos, o seu rico palmarés desportivo a um invejável património a nível de infra-estruturas.

Grande orgulho de todos os propagandistas é de facto o magnífico complexo desportivo que o clube possui e que é composto por um pavilhão, sede social e uma piscina. Instalações estas que hoje em dia vão sendo pequenas demais para albergar a grandeza deste clube, que cada vez mais é procurado por jovens não só de Ermesinde como também de outros pontos para iniciarem a prática do desporto.

Por isto, e por muito mais, o CPN é hoje indiscutivelmente o clube mais representativo do concelho de Valongo.